Sem acordo por vale-gás, Congresso fica para sexta-feira

Sem acordo por vale-gás, Congresso fica para sexta-feira

O presidente da sessão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse que não houve acordo com a base do governo para a aprovação do projeto e, pelo menos um partido, orientou pela obstrução da sessão – Foto: Paulo Sergio/ Câmara dos Deputados

A sessão do Congresso Nacional desta segunda-feira (13) foi encerrada precocemente por falta de acordo entre as lideranças. A pauta da sessão previa a votação do projeto de lei que abre créditos especiais para o pagamento do programa Auxílio Gás dos Brasileiros (PLN 42/2021).

Segundo o presidente da sessão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), não houve acordo com a base do governo para a aprovação do projeto e pelo menos um partido orientou pela obstrução da sessão.

O Congresso foi convocado para se reunir novamente na sexta-feira (17). Na ocasião serão analisados, primeiro, os 29 vetos presidenciais acumulados na pauta.

Ramos explicou que o presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco, se comprometeu a não votar nenhum projeto de lei antes da análise dos vetos, que é cobrada pela oposição. A única exceção seria feita para o PLN 41, que disponibiliza R$ 300 milhões para o pagamento do subsídio federal para a compra de gás de cozinha

— Por conta da sua relevância social, poderíamos tentar trabalhar, em diálogo com a oposição, a votação da matéria. Houve acordo de que a oposição, a despeito de marcar sua posição de contrariedade com essa lógica de votação de PLNs sem votação de vetos, concordaria com a apreciação específica desse projeto. Infelizmente não houve acordo dos partidos da base em relação à aprovação dessa matéria – informou.

Por Agência Senado

Destaque Política